O presidente do PTS (Parque Tecnológico de Sorocaba), Roberto Freitas, segue empenhado no processo de internacionalização de empresas. Ele quer abrir as portas do mercado exterior às startups que estão instaladas no Parque, além de outras da Região Metropolitana.

Neste sentido, um dos próximos passos será a organização de uma missão internacional para conhecer o Vale do Silício, Estados Unidos, local que

abriga muitas empresas globais de tecnologia, entre elas Apple, Facebook e Google. “Queremos realizar esta missão ainda neste semestre, pois entendemos ser uma excelente oportunidade de intercâmbio para todas as startups existentes em nossa região”, justifica.

O processo de internacionalização de empresas, inclusive, foi um dos assuntos abordados, recentemente, com a presidente da CDLE USA-Brasil – organização formada por lojistas e empreendedores brasileiros com atuação nos Estados Unidos –, Simone Mocelin.

Roberto Freitas entende que a CDLE USA-Brasil pode ajudar as startups brasileiras a realizar ações positivas no Exterior, haja visto que trabalha no desenvolvimento tecnológico e oferece oportunidades comerciais em nível nacional e internacional.

Entidade de classe empresarial que existe há dez anos, a Câmara de Dirigente Lojistas e Empreendedores USA-Brasil não possui fins lucrativos e tem como objetivo fomentar o desenvolvimento das pessoas, físicas ou jurídicas. “Existe uma grande necessidade de informação por parte dos empresários em relação a questões do bom gerenciamento, legislação americana, direitos e obrigações. Assim, buscamos aproximá-los e possibilitar a troca de experiências, ideias e soluções”, explica Simone Mocelin.

NO FOCO

O processo de internacionalização de empresas é um dos focos do Parque Tecnológico neste ano. Prova disso é que, em 6 de janeiro, representantes do IBREI (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Relações Empresariais Internacionais) estiveram em Sorocaba para tratar do tema. “Queremos organizar, aqui no PTS, um evento que mostre às startups as maneiras de se fazer negócios com o mercado externo e que colabore para que os empresários estrangeiros enxerguem as oportunidades que há em nosso país”, afirma Roberto Freitas. “Assim, o IBREI é o parceiro ideal neste sentido, já que organiza, em todo o Brasil, os principais eventos voltados ao tema internacionalização.”

O projeto vem saindo do papel, de forma gradual, desde 2019, quando, em 11 de dezembro, o cônsul-honorário do Brasil em Orlando, Estados Unidos, Dr. Joel Stewart, esteve no Parque Tecnológico ministrando a palestra “Internacionalização de Empresas nos EUA: Oportunidades e Procedimentos”.

 

Na foto: Roberto Freitas e a presidentes da CDLE USA-Brasil, Simone Mocelin 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*